Image Alt

Dermo

O prêmio do Oscar 2022 foi repleto de polêmicas e uma delas se iniciou por conta da condição de Jada Pinkett Smith, esposa de Will Smith, vencedor do Oscar de melhor ator por King Richard: Criando Campeãs.

Pouco antes da premiação, o ator subiu ao palco e deu um tapa em Chris Rock, comediante que fez uma piada sobre sua esposa por sua alopecia.

Mas, afinal, o que é essa condição, como é causada e quais são os tratamentos? Continue a leitura e descubra!

O que é alopecia?

A alopecia é uma condição que provoca a perda repentina de cabelo do couro cabeludo. Ela pode atingir também os pelos de outras regiões do corpo. 

Na alopecia, grandes quantidades de cabelo caem em determinadas áreas, ocasionando a visualização do couro cabeludo ou da pele que antes era coberta por pelos. 

Existem 3 fases da condição:

  • Fase anágena – ocorre o crescimento dos fios e cerca de 90% dos cabelos estão na etapa, podendo durar de dois a oito anos;
  • Fase catágena – quando os folículos capilhares encolhem e duram de duas a três semanas;
  • Fase telógena – o cabelo repousa por um período de dois a quatro meses e, no final da etapa, o cabelo cai para que o ciclo de crescimento recomece.

É normal perder cerca de 50 a 100 fios de cabelo todos os dias pelo processo de renovação contínua. Porém, caso esse ciclo seja interrompido ou se um folículo capilar for danificado, o cabelo pode cair rapidamente, não acompanhando o tempo de regeneração e isso causa fios ralos e áreas totalmente vazias. 

Ao notar que há uma queda anormal de cabelo, busque por ajuda médica para a investigação das causas. O uso de medicamentos e tratamentos feitos por conta própria não é aconselhado.

O que causa a alopecia?

A queda de cabelo pode ocorrer por conta de diversas situações como por exemplo:

  • Estresse;
  • Micose no couro cabeludo;
  • Uso de medicamentos;
  • Deficiência de proteínas, ferro, biotina e zinco;
  • Reação hormonal pós parto;
  • Doenças como hipotireoidismo, hipertireoidismo, sifilis secundária ou líquen plano;
  • Lúpus eritematoso sistêmico;
  • Além de doenças como câncer de pele, por exemplo. 

Mas somente quem poderá identificar a causa da alopecia é um dermatologista. Por isso, é muito importante não se precipitar ao perceber que há alguma coisa de errado. 

Como é feito o tratamento?

Para tratar a alopecia é preciso, antes de mais nada, realizar uma consulta com um dermatologista para que as causas sejam identificadas para um tratamento bem direcionado.

Opções terapêuticas também são indicadas. Mas, para casos mais graves, o uso de medicamentos orais favorecem o crescimento dos pelos e previnem a queda. 

Os casos mais leves e complemento dos mais graves, produtos cosméticos em loção ou ampolas podem ser utilizados, pois favorecem o crescimento dos fios. Tudo isso, de acordo com a orientação de um dermatologista.

Alguns tratamentos específicos também existem, como a intradermoterapia e carboxiterapia, que devem ser executados por profissionais e só podem ser realizados quando recomendado pelo seu médico. 

Por suas causas desconhecidas, não há formas de prevenir a condição. Vale lembrar que não se trata de uma doença clinicamente grave, mas pode afetar o estado emocional, indicando a necessidade de atendimento psicológico. 

Gostou do nosso conteúdo? Então siga nossas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades da INOAR!

Você sabe por que o álcool 70% é mais eficiente contra germes do que o de outra proporção? Ele possui a concentração ideal para o efeito antisséptico, porque a desnaturação das proteínas de um microrganismo acontece com mais facilidade na presença da água; esta, facilita a entrada do álcool para dentro do vírus ou da bactéria, retardando a volatilização do produto e permitindo maior tempo de contato.

O álcool etílico tem características germicidas em função de sua concentração. Nessa concentração (70%), ele destrói bactérias, fungos e vírus (como é o caso do novo coronavírus e do Influenza H1N1).

O álcool etílico neutro / anidro recebido nos laboratórios da Inoar para produção do novo Álcool em Gel 70%, por exemplo, é combinado com partes predefinidas de água, reguladores e agentes hidratantes.

Novo Álcool em Gel 70% da Inoar

Em meio à pandemia que preocupa países em todo o mundo, a Inoar Cosméticos soube que era necessário contribuir com a sociedade. Pensando em oferecer uma nova opção para todos se cuidem ainda mais em tempos de escassez no mercado nós desenvolvemos, com muito amor, o novo Álcool em Gel 70º INPM.

O produto é antisséptico e conta com óleo de argan na composição, higienizando, protegendo e hidratando a pele simultaneamente, medidas tão importantes nos dias de hoje. Formulado para minimizar o surgimento de possíveis alergias, pode ser utilizado sempre que for necessário, sem ressecar as mãos.

Além disto, e muito importante para as diretrizes da empresa atualmente, o produto é 100% vegano e não testado em animais, seguindo as políticas da Inoar de respeito aos animais.

O produto está dentro das especificações internacionais para Álcool 70° INPM, seguindo rigorosos parâmetros de especificação e produção. Esta ação alinha-se com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável propostos pelo Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU), endossado pela Inoar.

Esse assunto assombra grande parcela das mulheres e alguns homens também se sentem incomodados com a famosa e temida celulite. Ela é um problema estético multifatorial, portanto tratá-la efetivamente requer cuidados em várias frentes.

 

Do ponto de vista cosmético, três situações precisam ser abordadas: (1) retenção de líquidos, (2) acúmulo de gordura e (3) fibrose. Estas alterações são decorrentes de flutuações hormonais e tendências genéticas. Podemos afirmar que, incialmente, o corpo passa a reter água e armazenar gordura. Estes dois quadros associados prejudicam a rede de sustentação de tecidos, gerando inflamação e regeneração irregular que se transformam em fibrose. É a fibrose que efetivamente dá aquele aspecto temido de casca de laranja, pois o acúmulo de gordura por si só não deixa a pele tão irregular.

 

Pensando nesse cenário, o Detox de Celulite Inoar possui 6% de cafeína microemcapsulada. Seus efeitos como drenante e lipolítico são comprovados cientificamente e ambas fazem regredir a inflamação da fibrose, diminuindo edema e permitindo que o corpo renove a rede de sustentação de quadris, glúteos, parte internas das coxas e abdômen.

 

Mas é sempre importante lembrar: a celulite se origina por acúmulo de gordura e retenção de líquidos. Dessa forma, aliado ao uso do nosso Detox de Celulite, é essencial cuidar da alimentação, evitar sal, condimentos, alimentação industrializada e praticar exercícios.

 

#DicaDeAmiga

 

A gente entrega alguns segredinhos sobre o nosso Detox de Celulite para vocês. Como aumentar o poder drenante é um deles. O produto é desenvolvido para agir sem necessidade de massagem, pois são seus ativos que têm o poder de penetrar e agir na pele. Mas você pode usar esse momento para turbinar o tratamento através de uma automassagem drenante.

 

Misture nosso Detox com um pouco do nosso queridinho Óleo de Argan para prolongar a absorção e o efeito deslizante. Procure fazer movimentos circulares e em espiral sobre as regiões que quer trabalhar, como glúteos e coxas. Imagine que existe líquido sob toda a sua pele e você precisa arrastá-lo lentamente até a virilha e parte interna dos joelhos, que é onde os gânglios linfáticos estão – eles são responsáveis por eliminar a linfa (líquido que te faz inchar) e suas toxinas. Este procedimento não é tão eficiente quanto o feito por um profissional de estética, mas, realizado com regularidade, pode trazer bons resultados.

 

O Detox de Celulite Inoar possui também 2% de ácido salicílico, que ajuda a tratar quadras de foliculite e melhora o aspecto geral da pele. A estrutura da formulação garante toque seco e absorção a jato.

 

Inocência Manoel