Image Alt

vegan Tag

Três pilares norteiam todo o trabalho de desenvolvimento de produtos da Inoar; o respeito ao indivíduo, o respeito ao meio-ambiente e o respeito aos animais.

 

Para a diretora de criação, marketing e desenvolvimento da marca, Inocência Manoel, “criar e divulgar procedimentos éticos soma-se à busca do consumidor por mais informações sobre o impacto dos ingredientes para a vida, para o meio ambiente e para os animais”.

 

De acordo com a Euromonitor, o processo de produção e o impacto socioambiental dos produtos que consomem também impulsionam a busca por um estilo de vida mais natural e sustentável. Estudo recente da Kantar Worldpanel mostra que mais de 50% dos consumidores preferem produtos naturais, sejam orgânicos, terapêuticos ou à base de ervas, sem sulfato ou não poluentes.

 

Todos os novos produtos Inoar vêm sendo criados com esta filosofia e são 100% veganos, ou seja: não são testados em animais e não contêm ingredientes de origem animal. Além disso, a empresa vem trabalhando composições livres de silicones, parabenos ou conservantes sintéticos, buscando, cada vez mais, ingredientes botânicos, como nos lançamentos da linha Natural Collection, que utilizam também aspectos de aromaterapia, e a linha Vegan, que marcou o posicionamento da empresa em 2015 e agora ganha nova embalagem, além novos itens.

 

“Desde 2015 as composições passaram por uma revisão e estão sendo reformuladas para termos uma Inoar cada vez mais verde,  em toda a cadeia produtiva”, diz Inocência Manoel.

 

A empresa vem trabalhando para ter cada vez mais embalagens recicláveis, fórmulas biodegradáveis e matérias-primas com ingredientes naturais. Todos os produtos passam por testes, mas nunca em animais e a Inoar  usa em suas formulações ingredientes de origem vegetal – e não animal. Isso fez com que  a Inoar entrasse para a lista do PETA de empresas “livres de crueldade” (cruelty free) e “vegan” desde 2016, utilizando o selo da ONG em suas embalagens.

 

“Verde sempre foi a nossa essência, muito mais que nossa cor. Criar produtos com ingredientes botânicos, naturais e livres de crueldade não se trata de uma tendência, mas sim de uma atitude que diz muito sobre os nossos valores”, complementa a empresária.

 

Sobre a Inoar

Empresa brasileira referência no mercado nacional e internacional, a Inoar Cosméticos traz em seu DNA a essência de seus fundadores: a criação de produtos inovadores pelo olhar único de Inocência Manoel, Diretora de Marketing e Criação, e a administração dos negócios de Alexandre Nascimento fazem da Inoar uma marca de cosméticos inspirados em vários tipos de pessoas, com inovação, tecnologia de ponta e o know-how de quem entende as necessidades de profissionais e consumidores finais.

O século XXI trouxe uma grande mudança de princípios para a sociedade. As pessoas estão tornando-se mais conscientes da natureza daquilo que consomem. Isso faz com que elas busquem entender a origem dos itens consumidos no dia a dia. Com essa conscientização, destaca-se o movimento vegano, potencializado nos costumes alimentícios.

O mundo cosmético não ficou para trás e trouxe opções para tornar os produtos veganos. O mercado, hoje, disponibiliza uma diversidade de itens que trazem elementos naturais, veganos e cruelty free em sua composição. Mas ainda existe uma grande dúvida na definição dessas denominações. E estamos aqui para esclarecê-las.

Primeiramente, é importante entender o que é cada item. Então, vamos lá:

– Vegano: cosméticos veganos são aqueles que não utilizam componentes de origem animal em sua composição.

– Cruelty Free: cosméticos cruelty free, como a própria tradução indica, são livres de crueldade. Assim, não utilizam de animais para testes.

Dessa forma, podemos concluir que um produto considerado vegano, também será considerado cruelty free. Mas o contrário, não necessariamente é verdadeiro. Um produto cosmético cruelty free não realiza seus testes em animais, mas podem ter componentes de origem animal.

Para ser vegano, o cosmético não basta eliminar da sua formulação componentes animais, mas todos aqueles que, de alguma forma, eles produzem. Um exemplo, que muitos cosméticos carregam, é a cera de abelha. Assim, para ser vegano, o produto deve dispensar tudo que tenha origem animal.

Outra confusão comum acontece entre cosméticos veganos e naturais. A diferença está no fato dos produtos naturais não levarem nenhum componente químico e sintético em sua formulação. Eles ainda são um pouco mais difíceis de serem encontrados no mercado.

Por isso, é muito importante ficar de olho na composição dos produtos que você compra. A Inoar sinaliza todos os itens de seu portfólio que não possuem componentes de origem animal e não realizam testes neles com um selinho de um coelhinho. Então, atenção nos selinhos que as embalagens apresentam. Eles facilitam o entendimento da origem daquele produto.

Em reconhecimento ao método de testes usado pela Inoar, a marca entrou para a lista PETA de empresas “livres de crueldade” (cruelty free). O PETA, associação de Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais, é uma organização não governamental fundada em 1980, que conta com mais de 2 milhões de membros e se dedica aos direitos animais. Ela tem como lema: “Animais não são nossos para comer, vestir, usar em experiências ou para entretenimento”.

Hoje, todos os produtos da Inoar não são testados em animais. E a grande maioria do portfólio já recebe o selo vegano. Mas, para marcar a grande mudança de posicionamento da empresa, em 2016, a marca lançou a linha Vegan para lembrar que podemos – e devemos – escolher cosméticos que mantenham uma relação de respeito com a natureza e os animais.

Assim, a Inoar segue construindo uma relação de respeito com os animais e o local onde habita. Transformando suas linhas aos poucos e tornando-as mais naturais e benéficas para você, consumidor.

 

Inocência Manoel

A Inoar tem 3 pilares que norteiam todo o trabalho de desenvolvimento e as relações entre colaboradores, fornecedores e consumidores:

Respeito ao indivíduo

Respeito ao meio ambiente

Respeito aos animais

Pensando nisso, desenvolvemos toda a nossa linha capilar e de dermocosméticos de forma vegana.

Mas o que são cosméticos veganos?

São considerados cosméticos veganos aqueles que não contêm ingredientes de origem animal e que não testados em animais.

Já que não são feitos testes, como fazem? Como substituir os animais por vegetais?

Os testes são realizados em humanos. São testes clínicos regulamentados e aceitos pela Anvisa.

A substituição de animais por vegetais se dá para os ingredientes. Alguns ingredientes de origem animal são substituídos por origem vegetal. Por exemplo a queratina, que é de origem animal (extraída da lã de carneiros, penas de aves, chifres ou cascos de bois), mas pode ter origem vegetal (obtidas do arroz, soja, trigo ou milho).

A Inoar é vegana?

A Inoar tem produtos veganos, mas não é considerada uma empresa vegana. Partilhamos do princípio do respeito à vida e não toleramos abusos contra animais.

Cosméticos veganos são iguais aos não veganos?

Os ingredientes de origem vegetal têm uma performance bastante superior.

De onde vêm os produtos usados nos produtos Inoar?

Não utilizamos ingredientes de origem animal em nossos shampoos, condicionadores, máscaras e óleos.

A ureia técnica aplicada em nossas formulações é um subproduto do refinamento da indústria química.

Padronizamos um blend de peptídeos sintéticos cujo aminograma reproduz com exatidão a composição molecular do Whey Protein. Assim, nossos esforços em tecnologia permitem que tenhamos todos os benefícios dessa proteína de altíssimo valor biológico sem explorar qualquer forma de vida animal.

Queratina hidrolisada: o termo hidrólise refere-se ao fato de que a cadeia proteica original sofre manejos de pH e ações enzimáticas para ser quebrada e transformar-se em sua forma mais elementar, os aminoácidos. Este blend de monoaminas tem valor nutricional equivalente à proteína original e pode ser reproduzido em laboratório de forma totalmente sintética, sem qualquer tipo de exploração de vida animal.

Utilizamos também Creatina e Colágeno, entre outros, obtidos da mesma forma.

De onde então são extraídos os ingredientes?

Depende. Por exemplo, às vezes optaremos por uma base de soja porque contém isoflavonas que fortalecem a saúde do couro cabeludo. Os ácidos do arroz favorecem alguns tipos de cabelo, as proteínas do trigo recompõem fios danificados e assim por diante.

Os aminoácidos utilizados são monoaminas quaternárias geralmente obtidas a partir de ureia e fontes de carbono como as maltodextrinas do milho, por exemplo.

Como devem aparecer os nomes dos ingredientes nas embalagens?

A legislação da ANVISA nos preconiza que devemos listar os ingredientes no formato “INCI Name” que é na verdade um enorme inventário contendo mais 12mil componentes, mas que mesmo assim não prevê especificações para procedimentos personalizados de laboratório, como é o caso da obtenção sintética de proteínas.

Quais são os produtos veganos da Inoar?

Nós não utilizamos nenhum ingrediente de origem animal e não fazemos nenhum teste em animais. A única exceção é a coloração em bisnaga, mas que também não é testada em animais. Todas as nossas fórmulas de shampoos, condicionadores, máscaras, óleos, etc. foi ajustada nos últimos meses para cumprir rigorosamente os requisitos de produtos veganos e você pode encontrar o selo do PETA em nossas embalagens. Se ainda assim tiver dúvidas (pois pode haver produtos com embalagens antigas), pode entrar em contato que informo diretamente a você o status da nossa produção.

O que é o PETA?

O PETA, associação de Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais, é uma organização não governamental fundada em 1980, que conta com mais de 2 milhões de membros e se dedica aos direitos animais.

Ela tem como lema: “Animais não são nossos para comer, vestir, usar em experiências ou para entretenimento”.

A organização está engajada na causa de proteger animais de todos os atos de exploração humana desnecessária e abusiva. Ela aplica pressão implacável sobre as grandes cadeias empresas que realiza pesquisas com animais, visando a expor suas práticas de laboratório desumanas.

A Inoar orgulhosamente está na lista do PETA de empresas que não testam em animais.

Para que serve o selo do PETA?

O selo PETA é uma chancela independente que confirma a filosofia e os cuidados veganos de uma empresa ou entidade social. A ONG tem uma atuação muito forte pela causa, e está sempre atenta, denunciando maus-tratos e apontando quem respeita os animais.

Muito além disso, a Inoar conta com a solidez e confiança de seus consumidores há quase 20 anos. A filosofia vegana vai muito além de qualquer elemento gráfico que se possa incluir em uma rotulagem, pois é um modo de existir considerando que todo ser vivo sente tudo o que sentimos e tem os mesmos direitos que nós.