Image Alt

Blog

Com certeza, você já ouviu falar sobre micelas. Muito conhecida por estar na rotina de limpeza da pele, elas invadem agora os cosméticos capilares. Entenda o motivo de serem consideradas a grande tendência de limpeza fisiológica.

As micelas agem sobre a maior parte das impurezas do nosso cotidiano, como poluição, resíduos de maquiagem, poeira, fumaça, oleosidade, entre outros. Tudo isso sem agredir a estrutura que estão higienizando. Dessa forma, agem sobre a pele, tanto do couro cabeludo ou da face, protegendo nossa fisiologia do efeito que a maioria das limpezas profundas causam quando o corpo se ressente do procedimento e encara a remoção total da oleosidade natural como uma agressão, respondendo com ainda mais produção de sebo – o chamado efeito rebote.

Do ponto de vista químico, imagine as micelas como pequenas esferas que sugam para dentro de si todo tipo de partícula de sujeira que esteja sobre a pele e, assim que estão abastecidas, param de agir. Este sistema respeita os componentes naturais da derme. Já sobre os cabelos, promove higienização global dos fios sem agressões a estruturas importantes, como as cutículas de queratina e fatores de sedosidade.

Entendendo o papel das micelas em nossa rotina de limpeza, a Inoar criou, para sua linha de dermocosméticos, a Água Micelar. Nesta formulação, com água triplamente filtrada, as micelas foram associadas à infusão de Extrato de Argan. Aromatizada naturalmente com Óleo de Melaleuca, a formulação ainda é enriquecida com um complexo dermatológico de purificação e renovação chamado RejuComplex3®, composto por Pantotenato, Niacinamida e Ácido Hialurônico. O charme deste produto fica por conta de sua coloração alcançada graças a pigmentos da clorofila.

E, nesse ano, a marca decidiu expandir os efeitos benéficos para a rotina de limpeza da pele para os cabelos. A Inoar criou, assim, a linha Acqua d’Inoar Micelar. Não bastasse ser enriquecida com micelas de limpeza fisiológica, toda a base aquosa deste shampoo é composta por água enriquecida de minerais e agentes hidratantes. Após o enxágue, é possível notar que os fios estão isentos de resíduos, porém sem aquela sensação de cabelos eriçados. A linha é composta também por máscara de hidratação, liberado para Low Poo e No Poo, com fragrância herbal fresca, porém com assinatura Inoar marcante.

Depois de visualizar os efeitos das micelas na sua rotina de limpeza, você vai entender a importância delas no dia a dia para uma pele e cabelos saudáveis e bem tratados.

 

Fundadora Inocência Manoel

Quem acompanha a página da Inoar, com certeza, já observou o termo Halal. A expressão é de origem islâmica e significa “licito, permitido, autorizado”. Pode ser classificado como um termo religioso, pois os produtos Halal são aqueles cujo consumo é permitido por Deus (Alá), deus islâmico.

Seguidores dessa doutrina, concentrados principalmente no Oriente Médio, consomem apenas produtos e alimentos que tenham a autorização concedida pela SIILHALAL e FAMBRAS HALAL. A Inoar conquistou a liberação Halal para seus produtos em 2016. Mas é preciso entender mais sobre a importância dessa conquista.

Os muçulmanos são cerca de 30% da população mundial e formam um dos maiores mercados de alimentos e bens de consumo do mundo inteiro. Eles, seguidores do islamismo, devem consumir apenas aquilo que está em acordo com as jurisprudências islâmicas. Daí vem a importância da liberação para o ramo cosmético. São mais de 1,6 bilhão de pessoas atingidas pelas práticas do islamismo.

Mas o que são essas jurisprudências islâmicas? Elas são requisitos legais e critérios determinados pela Sharia, partindo da ideia que o uso de um produto pode influenciar a alma, comportamento, saúde moral e física do ser humano. Para o ramo cosmético, basicamente, os produtos não devem conter ingredientes de animais abatidos na forma halal e não conter ingredientes de animais considerados proibidos. A lista de ingredientes proibidos pode incluir, alantoína, âmbar-cinzento, colágeno, elastina, gelatina, gordura animal e seus derivados, baba de caracol e extrato de cochonilha, entre outros.

No caso dos cosméticos, impedir o contato puro dos cabelos ou pele com o ambiente, formando uma barreira, infringe o Halal. E a Inoar provou ser capaz de ter produtos, mesmo que para alisamentos, que não impedem esse contato. É o caso do ácido glioxílico, substância presente em produtos de exportação da marca. Um estudo encomendado pela empresa constatou que o componente quebra a cistina, para o alisamento capilar, porém não há formação de filme. As propriedades mecânicas de tensão, de ruptura e maleabilidade são muito próximas aos padrões virgens, não influenciando a penetração de água, por exemplo.

Seguir as jurisprudências desse público, o qual concentra-se mais de 60% na região Ásia-Pacífico, faz com que seja atingido grande parte do território africano. Assim, expandir o comércio dos produtos para outros continentes pode estar relacionado intimamente com o respeito a certos princípios culturais e religiosos.

A Inoar considera isso muito importante. Pensando no bem-estar de todos os consumidores – e trabalhando com o respeito acima de tudo – a marca conquista novos povos. Assim, preserva sua preocupação genuína com a ética, segurança, qualidade e inovação de seus produtos. E, como reconhecimento dessa conduta, obtém certificação Halal.

 

Fundadora Inocência Manoel

O século XXI trouxe uma grande mudança de princípios para a sociedade. As pessoas estão tornando-se mais conscientes da natureza daquilo que consomem. Isso faz com que elas busquem entender a origem dos itens consumidos no dia a dia. Com essa conscientização, destaca-se o movimento vegano, potencializado nos costumes alimentícios.

O mundo cosmético não ficou para trás e trouxe opções para tornar os produtos veganos. O mercado, hoje, disponibiliza uma diversidade de itens que trazem elementos naturais, veganos e cruelty free em sua composição. Mas ainda existe uma grande dúvida na definição dessas denominações. E estamos aqui para esclarecê-las.

Primeiramente, é importante entender o que é cada item. Então, vamos lá:

– Vegano: cosméticos veganos são aqueles que não utilizam componentes de origem animal em sua composição.

– Cruelty Free: cosméticos cruelty free, como a própria tradução indica, são livres de crueldade. Assim, não utilizam de animais para testes.

Dessa forma, podemos concluir que um produto considerado vegano, também será considerado cruelty free. Mas o contrário, não necessariamente é verdadeiro. Um produto cosmético cruelty free não realiza seus testes em animais, mas podem ter componentes de origem animal.

Para ser vegano, o cosmético não basta eliminar da sua formulação componentes animais, mas todos aqueles que, de alguma forma, eles produzem. Um exemplo, que muitos cosméticos carregam, é a cera de abelha. Assim, para ser vegano, o produto deve dispensar tudo que tenha origem animal.

Outra confusão comum acontece entre cosméticos veganos e naturais. A diferença está no fato dos produtos naturais não levarem nenhum componente químico e sintético em sua formulação. Eles ainda são um pouco mais difíceis de serem encontrados no mercado.

Por isso, é muito importante ficar de olho na composição dos produtos que você compra. A Inoar sinaliza todos os itens de seu portfólio que não possuem componentes de origem animal e não realizam testes neles com um selinho de um coelhinho. Então, atenção nos selinhos que as embalagens apresentam. Eles facilitam o entendimento da origem daquele produto.

Em reconhecimento ao método de testes usado pela Inoar, a marca entrou para a lista PETA de empresas “livres de crueldade” (cruelty free). O PETA, associação de Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais, é uma organização não governamental fundada em 1980, que conta com mais de 2 milhões de membros e se dedica aos direitos animais. Ela tem como lema: “Animais não são nossos para comer, vestir, usar em experiências ou para entretenimento”.

Hoje, todos os produtos da Inoar não são testados em animais. E a grande maioria do portfólio já recebe o selo vegano. Mas, para marcar a grande mudança de posicionamento da empresa, em 2016, a marca lançou a linha Vegan para lembrar que podemos – e devemos – escolher cosméticos que mantenham uma relação de respeito com a natureza e os animais.

Assim, a Inoar segue construindo uma relação de respeito com os animais e o local onde habita. Transformando suas linhas aos poucos e tornando-as mais naturais e benéficas para você, consumidor.

 

 

Fundadora Inocência Manoel

Pirâmide Capilar Inoar

O que é:

Um guia visual que tem como objetivo orientar as pessoas para a manutenção de um cabelo saudável.

 

Para quem serve:

Para todos os tipos de cabelos. Sabemos que não existe uma abordagem única para todos os tipos fios, por isso a pirâmide oferece opções de cuidados capilares que devem ser escolhidos de acordo com seu cabelo, associados a bons hábitos e dicas de profissionais.

 

Como usar?

A Pirâmide Capilar Inoar nos mostra as necessidades vitais dos cabelos:

 

Cuidados diários: a base da pirâmide nos mostra o que você pode incluir em sua rotina:

– lavar

A palavra shampoo tem origem indiana e significa ‘massagear’. Você sabia que existe uma forma ideal de lavar os cabelos? Após escolher o tipo de shampoo adequado para seus cabelos (leve em conta se eles são secos, oleosos, mistos, fragilizados, etc.), massagear o couro cabeludo com a ponta dos dedos suavemente, sem esfregar as unhas. A massagem ativa a circulação sanguínea, favorecendo o crescimento dos fios. Use água em temperatura baixa e enxágue sempre muito bem, retirando totalmente o produto do seu cabelo.

 

– condicionar

O uso do condicionador é muito importante para desembaraçar os fios. Escolha o mais adequado para seu tipo de cabelo. A quantidade correta é proporcional ao comprimento do cabelo e ele deve ser aplicado somente nos fios, nunca na raiz, após retirar o excesso de água.

 

– finalizar

Existem vários finalizadores para complementar seu cuidado diário com os cabelos. Os leave-in são produtos sem enxágue que devem ser aplicados nos cabelos úmidos antes de pentear. Os óleos controlam o frizz e impermeabilizam os cabelos. Devem ser usados em pouca quantidade e somente nas pontas. Já os finalizadores de cachos são…

 

Cuidados semanais: uma vez por semana, dedique um tempo do seu tempo para os cabelos. Eles agradecem.

– hidratar

Um sistema capilar eficiente leva em conta 3 passos fundamentais para os cabelos. Alterne as máscaras de Hidratação, Nutrição e Reconstrução para cuidar dos cabelos de acordo com sua rotina e tenha cabelos saudáveis todos os dias. Hidratar é o primeiro passo para uma rotina de cuidados. A hidratação repõe a água, vital para cabelos mais saudáveis. Nutrir significa repor os lipídios dos fios, por isso use máscaras com óleos, manteigas e outros componentes que permitem aos lipídios atuar sobre os fios, repondo sua energia. A Reconstrução deposita nos fios queratina, proteínas, aminoácidos e minerais, componentes essenciais para a estrutura física dos cabelos. Eles tratam as camadas externas dos fios e são responsáveis pelo brilho, maciez e pelo balanço natural das madeixas.

 

Cuidados quinzenais: a cada 15 dias, lembre-se de alguns tratamentos que vão fazer toda a diferença para seus fios.

– hidratação extra [dicas | máscaras Inoar, linha Help]

Cabelos com química pedem uma hidratação extra. Experimente misturar uma ampola de óleo à sua máscara para potencializar os efeitos hidratantes.

Se seus cabelos são normais ou oleosos, faça hidratação quinzenal.

 

Cuidados mensais: marque na agenda – tem sempre um dia no mês em que seu cabelo precisa de mais atenção.

– luzes, mechas, balayages

Para quem é adepto dos fios descoloridos, nada como se proteger e proteger sua cor. Existem produtos, como o Arganplex, que protegem os fios durante procedimentos mais agressivos. Use o Home Care três dias seguidos antes de descolorir, colorir ou alisar.

 

Agenda do seu cabelo:

Imprima a imagem da pirâmide capilar com os lembretes de como cuidar dos cabelos para programar sua rotina receber os alertas no celular.

A Inoar tem 3 pilares que norteiam todo o trabalho de desenvolvimento e as relações entre colaboradores, fornecedores e consumidores:

Respeito ao indivíduo

Respeito ao meio ambiente

Respeito aos animais

Pensando nisso, desenvolvemos toda a nossa linha capilar e de dermocosméticos de forma vegana.

Mas o que são cosméticos veganos?

São considerados cosméticos veganos aqueles que não contêm ingredientes de origem animal e que não testados em animais.

Já que não são feitos testes, como fazem? Como substituir os animais por vegetais?

Os testes são realizados em humanos. São testes clínicos regulamentados e aceitos pela Anvisa.

A substituição de animais por vegetais se dá para os ingredientes. Alguns ingredientes de origem animal são substituídos por origem vegetal. Por exemplo a queratina, que é de origem animal (extraída da lã de carneiros, penas de aves, chifres ou cascos de bois), mas pode ter origem vegetal (obtidas do arroz, soja, trigo ou milho).

A Inoar é vegana?

A Inoar tem produtos veganos, mas não é considerada uma empresa vegana. Partilhamos do princípio do respeito à vida e não toleramos abusos contra animais.

Cosméticos veganos são iguais aos não veganos?

Os ingredientes de origem vegetal têm uma performance bastante superior.

De onde vêm os produtos usados nos produtos Inoar?

Não utilizamos ingredientes de origem animal em nossos shampoos, condicionadores, máscaras e óleos.

A ureia técnica aplicada em nossas formulações é um subproduto do refinamento da indústria química.

Padronizamos um blend de peptídeos sintéticos cujo aminograma reproduz com exatidão a composição molecular do Whey Protein. Assim, nossos esforços em tecnologia permitem que tenhamos todos os benefícios dessa proteína de altíssimo valor biológico sem explorar qualquer forma de vida animal.

Queratina hidrolisada: o termo hidrólise refere-se ao fato de que a cadeia proteica original sofre manejos de pH e ações enzimáticas para ser quebrada e transformar-se em sua forma mais elementar, os aminoácidos. Este blend de monoaminas tem valor nutricional equivalente à proteína original e pode ser reproduzido em laboratório de forma totalmente sintética, sem qualquer tipo de exploração de vida animal.

Utilizamos também Creatina e Colágeno, entre outros, obtidos da mesma forma.

De onde então são extraídos os ingredientes?

Depende. Por exemplo, às vezes optaremos por uma base de soja porque contém isoflavonas que fortalecem a saúde do couro cabeludo. Os ácidos do arroz favorecem alguns tipos de cabelo, as proteínas do trigo recompõem fios danificados e assim por diante.

Os aminoácidos utilizados são monoaminas quaternárias geralmente obtidas a partir de ureia e fontes de carbono como as maltodextrinas do milho, por exemplo.

Como devem aparecer os nomes dos ingredientes nas embalagens?

A legislação da ANVISA nos preconiza que devemos listar os ingredientes no formato “INCI Name” que é na verdade um enorme inventário contendo mais 12mil componentes, mas que mesmo assim não prevê especificações para procedimentos personalizados de laboratório, como é o caso da obtenção sintética de proteínas.

Quais são os produtos veganos da Inoar?

Nós não utilizamos nenhum ingrediente de origem animal e não fazemos nenhum teste em animais. A única exceção é a coloração em bisnaga, mas que também não é testada em animais. Todas as nossas fórmulas de shampoos, condicionadores, máscaras, óleos, etc. foi ajustada nos últimos meses para cumprir rigorosamente os requisitos de produtos veganos e você pode encontrar o selo do PETA em nossas embalagens. Se ainda assim tiver dúvidas (pois pode haver produtos com embalagens antigas), pode entrar em contato que informo diretamente a você o status da nossa produção.

O que é o PETA?

O PETA, associação de Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais, é uma organização não governamental fundada em 1980, que conta com mais de 2 milhões de membros e se dedica aos direitos animais.

Ela tem como lema: “Animais não são nossos para comer, vestir, usar em experiências ou para entretenimento”.

A organização está engajada na causa de proteger animais de todos os atos de exploração humana desnecessária e abusiva. Ela aplica pressão implacável sobre as grandes cadeias empresas que realiza pesquisas com animais, visando a expor suas práticas de laboratório desumanas.

A Inoar orgulhosamente está na lista do PETA de empresas que não testam em animais.

Para que serve o selo do PETA?

O selo PETA é uma chancela independente que confirma a filosofia e os cuidados veganos de uma empresa ou entidade social. A ONG tem uma atuação muito forte pela causa, e está sempre atenta, denunciando maus-tratos e apontando quem respeita os animais.

Muito além disso, a Inoar conta com a solidez e confiança de seus consumidores há quase 20 anos. A filosofia vegana vai muito além de qualquer elemento gráfico que se possa incluir em uma rotulagem, pois é um modo de existir considerando que todo ser vivo sente tudo o que sentimos e tem os mesmos direitos que nós.

Tudo começou com um livro. A cabeleireira americana Lorraine Massey descreveu em o livro, Curly Girl (O Manual da Garota Cacheada), algumas técnicas de tratamento que priorizam a utilização não só de agentes mais leves de limpeza, como também de substâncias que tratem o cabelo por completo, sem mascarar a saúde dos fios cacheados.

Surgiram então os termos:

LOW POO (pouco shampoo)

NO POO (sem shampoo)

CO WASH (lavar com condicionador)

 

Explicando as técnicas
LOW POO

Low Poo vem do inglês e quer dizer “pouco shampoo”, o que indica que a técnica prega a redução do uso de agentes limpantes fortes e agressivos, permitindo que o fio “respire” e se recupere de agressões.

Na técnica de Low Poo há duas observações importantes que você deve seguir: cortar sulfactantes fortes dos seus shampoos, ou seja, trocar shampoos que tenham sulfactantes por shampoos sulfate free. Notem que não são shampoos sem sal, pois, shampoos sem sal, na sua maioria, possuem outros sulfactantes que não sejam o sal comum. E a segunda providência é cortar o uso de derivados de petróleo de modo geral.

Resumindo: LOW POO: lavar os cabelos com produtos sem sulfatos e sem derivados de petróleo.

NO POO

Também do inglês, o termo quer dizer “sem shampoo”. É um método de lavagem dos cabelos que dispensa a utilização de shampoo. Para aderir a este processo, é necessário eliminar também o uso de todos os produtos insolúveis em água que grudam nos fios de cabelo e precisam do sulfato para sua retirada, como silicones insolúveis, óleo mineral e parafina.

No método No Poo não se usa shampoo, pois os produtos utilizados possuem apenas substâncias solúveis em água, então outros cosméticos, como o condicionador, podem retirá-los.

Resumindo: NO POO: lavar sem shampoo.

CO-WASH

Quando a pessoa é adepta do No Poo, ela não utiliza shampoo para a lavagem dos cabelos. Por isso o No Poo está associado, muitas vezes ao Co-Wash, que quer dizer “lavar com condicionador”. Os sulfatos, encontrados na grande maioria dos shampoos, são agentes responsáveis pela limpeza e pela espuma. Porém, além de tirar a sujeira dos fios, tiram também os óleos naturais e os lipídios do cabelo. Foi em função desses danos que surgiu o Co-Wash, com produtos que não contêm elementos indesejados como os sulfatos, derivados de petróleo, óleos minerais, vaselina, parafina líquida ou silicones insolúveis.

Resumindo: CO-WASH: lavar os cabelos com condicionadores sem sulfatos, sem petrolatos, sem óleos minerais, vaselina, parafina líquida ou silicones insolúveis.

Componentes que devem ser evitados:

– Sulfatos: agridem e ressecam os fios por abrir as cutículas do cabelo.

Sodium laureth sulfate (sodium lauryl ether sulfate – SLES)

Sodium laurilsulfate (sodium lauryl sulfate – SLS)

Ammonium Lauryl Ether Sulfate(ALES)

Ammonium lauryl sulfate (ALS)

– Silicones insolúveis: acumulam-se nos fios impedindo que outras substâncias sejam absorvidas.

Amodimethicone (sozinho)

Cetearyl methicone

Cetyl Dimethicone

Cyclomethicone

Cyclopentasiloxane

Dimethicone (presente na maioria dos cosméticos)

Dimethiconol

Stearyl Dimethicone

Trimethylsilylamodimethicone

Simethicone

Polydimethylsiloxane

Methicone

– Derivados de petróleo: impregna nos fios causando uma película impermeável que impede que o cabelo absorva nutrientes de outros cremes e óleos.

Petrolatum/petrolato

Mineral oil/oleo mineral

Parafinum liquid

 

 

 

 

 

 

Para fechar com chave de ouro sua primeira participação na APAS Show, a Inoar Cosméticos aderiu à Ação de Arrecadação APAS, uma iniciativa da Diretoria de Responsabilidade Social APAS, em parceria com a ONG Canto Cidadão, que fará a doação de alimentos, produtos de higiene, beleza e limpeza para famílias necessitadas.

 

“As ações sociais fazem parte do DNA da marca Inoar e participar desta ação é muito significativo para nós. Estamos felizes em poder fazer esta doação”, afirma Inocência Manoel, Fundadora e Diretora de Marketing e Criação da Inoar Cosméticos.

 

Em sua primeira participação no evento, a Inoar Cosméticos apresentou sua linha de produtos para cabelos, maquiagem e dermocosméticos, e também fez o lançamento da linha Argan Infusion, que possui cinco versões e será comercializada exclusivamente no canal supermercadista.

 

Beleza Solidária

 

Estar conectado com o próximo é o propósito do projeto Beleza Solidária da Inoar Cosméticos. Com mais de R$ 2,5 milhões em investimentos e sede em Assis (SP), o Beleza Solidária atua seja ajudando na melhoria das condições de vida de centenas de famílias, tanto por meio de ações de caráter emergencial, como a distribuição de kits destinados a cuidados pessoais, quanto por meio de parcerias com instituições beneficentes, e de seus cursos de capacitação.

 

Com muitos prêmios e indicações por sua relevância no mercado, o Beleza Solidária foi premiado em 3o lugar como melhor Projeto Social, no Prêmio Cabelos&Cia 2018, importante premiação do setor.