Image Alt

Mundo Inoar

Com certeza, você já ouviu falar sobre micelas. Muito conhecida por estar na rotina de limpeza da pele, elas invadem agora os cosméticos capilares. Entenda o motivo de serem consideradas a grande tendência de limpeza fisiológica.

As micelas agem sobre a maior parte das impurezas do nosso cotidiano, como poluição, resíduos de maquiagem, poeira, fumaça, oleosidade, entre outros. Tudo isso sem agredir a estrutura que estão higienizando. Dessa forma, agem sobre a pele, tanto do couro cabeludo ou da face, protegendo nossa fisiologia do efeito que a maioria das limpezas profundas causam quando o corpo se ressente do procedimento e encara a remoção total da oleosidade natural como uma agressão, respondendo com ainda mais produção de sebo – o chamado efeito rebote.

Do ponto de vista químico, imagine as micelas como pequenas esferas que sugam para dentro de si todo tipo de partícula de sujeira que esteja sobre a pele e, assim que estão abastecidas, param de agir. Este sistema respeita os componentes naturais da derme. Já sobre os cabelos, promove higienização global dos fios sem agressões a estruturas importantes, como as cutículas de queratina e fatores de sedosidade.

Entendendo o papel das micelas em nossa rotina de limpeza, a Inoar criou, para sua linha de dermocosméticos, a Água Micelar. Nesta formulação, com água triplamente filtrada, as micelas foram associadas à infusão de Extrato de Argan. Aromatizada naturalmente com Óleo de Melaleuca, a formulação ainda é enriquecida com um complexo dermatológico de purificação e renovação chamado RejuComplex3®, composto por Pantotenato, Niacinamida e Ácido Hialurônico. O charme deste produto fica por conta de sua coloração alcançada graças a pigmentos da clorofila.

E, nesse ano, a marca decidiu expandir os efeitos benéficos para a rotina de limpeza da pele para os cabelos. A Inoar criou, assim, a linha Acqua d’Inoar Micelar. Não bastasse ser enriquecida com micelas de limpeza fisiológica, toda a base aquosa deste shampoo é composta por água enriquecida de minerais e agentes hidratantes. Após o enxágue, é possível notar que os fios estão isentos de resíduos, porém sem aquela sensação de cabelos eriçados. A linha é composta também por máscara de hidratação, liberado para Low Poo e No Poo, com fragrância herbal fresca, porém com assinatura Inoar marcante.

Depois de visualizar os efeitos das micelas na sua rotina de limpeza, você vai entender a importância delas no dia a dia para uma pele e cabelos saudáveis e bem tratados.

 

Fundadora Inocência Manoel

Quem acompanha a página da Inoar, com certeza, já observou o termo Halal. A expressão é de origem islâmica e significa “licito, permitido, autorizado”. Pode ser classificado como um termo religioso, pois os produtos Halal são aqueles cujo consumo é permitido por Deus (Alá), deus islâmico.

Seguidores dessa doutrina, concentrados principalmente no Oriente Médio, consomem apenas produtos e alimentos que tenham a autorização concedida pela SIILHALAL e FAMBRAS HALAL. A Inoar conquistou a liberação Halal para seus produtos em 2016. Mas é preciso entender mais sobre a importância dessa conquista.

Os muçulmanos são cerca de 30% da população mundial e formam um dos maiores mercados de alimentos e bens de consumo do mundo inteiro. Eles, seguidores do islamismo, devem consumir apenas aquilo que está em acordo com as jurisprudências islâmicas. Daí vem a importância da liberação para o ramo cosmético. São mais de 1,6 bilhão de pessoas atingidas pelas práticas do islamismo.

Mas o que são essas jurisprudências islâmicas? Elas são requisitos legais e critérios determinados pela Sharia, partindo da ideia que o uso de um produto pode influenciar a alma, comportamento, saúde moral e física do ser humano. Para o ramo cosmético, basicamente, os produtos não devem conter ingredientes de animais abatidos na forma halal e não conter ingredientes de animais considerados proibidos. A lista de ingredientes proibidos pode incluir, alantoína, âmbar-cinzento, colágeno, elastina, gelatina, gordura animal e seus derivados, baba de caracol e extrato de cochonilha, entre outros.

No caso dos cosméticos, impedir o contato puro dos cabelos ou pele com o ambiente, formando uma barreira, infringe o Halal. E a Inoar provou ser capaz de ter produtos, mesmo que para alisamentos, que não impedem esse contato. É o caso do ácido glioxílico, substância presente em produtos de exportação da marca. Um estudo encomendado pela empresa constatou que o componente quebra a cistina, para o alisamento capilar, porém não há formação de filme. As propriedades mecânicas de tensão, de ruptura e maleabilidade são muito próximas aos padrões virgens, não influenciando a penetração de água, por exemplo.

Seguir as jurisprudências desse público, o qual concentra-se mais de 60% na região Ásia-Pacífico, faz com que seja atingido grande parte do território africano. Assim, expandir o comércio dos produtos para outros continentes pode estar relacionado intimamente com o respeito a certos princípios culturais e religiosos.

A Inoar considera isso muito importante. Pensando no bem-estar de todos os consumidores – e trabalhando com o respeito acima de tudo – a marca conquista novos povos. Assim, preserva sua preocupação genuína com a ética, segurança, qualidade e inovação de seus produtos. E, como reconhecimento dessa conduta, obtém certificação Halal.

 

Fundadora Inocência Manoel